"Fala com sabedoria e ensina com amor." Pr. 31, 26

Métodos pedagógicos com vídeos na aula presencial

Métodos pedagógicos com vídeos na aula presencial

É possível notar que tem uma boa parcela dos professores que está aberto ao uso de vídeos na educação.

Então fica a pergunta: se há um ambiente favorável para o aluno usar os vídeos em educação e tem também um ambiente favorável para, pelo menos uma parcela dos professores, porque não usar, sendo que isso possibilita melhorar o processo pedagógico?

Como podemos pode usar os vídeos?

Os vídeos podem ser usados para fazer atividades com foco na auto-aprendizagem, por exemplo.

Com isso, os vídeos se tornam algo que o aluno pode assistir no tempo dele, vídeos que o aluno pode clicar, ver e rever.

Dessa forma, o aluno não precisa ficar com dúvida e pensar “ah, mas eu perdi a aula, a explicação já foi e agora eu vou perguntar para o professor, vai ficar chato”.

O aluno tem aquele conteúdo para aprender a qualquer momento.

Pode ser usado também como um estudo complementar ao que foi abordado em sala de aula.

O aluno tem um conteúdo, que às vezes é muito denso, e ele pode usar esse vídeo como apoio, como uma ajuda para estudar um pouco mais e melhor.

Pode ser usado também como um modelo de ensino híbrido (blended learning), desta forma o professor pode combinar aula teórica e aula prática para que esses conteúdos sejam usados uma parte em casa e uma parte em sala.

Com isso, também dá para colocar em prática o conceito de sala de aula invertida.

Algo que acho ótimo é a possibilidade do professor deixar a aula presencial para aspectos mais práticos, para tirar dúvida, para treino do aluno e deixar a parte teórica para fazer em casa, usando os vídeos como apoio.

Como fazemos na prática, no dia-a-dia?

Geralmente, trazemos o aluno para a sala de aula, para aquelas aqueles poucos encontros, para apresentarmos conteúdo teórico para aluno e passamos exercícios para o aluno para que ele faça em casa.

Dessa forma, o aluno vai fazer os exercícios justamente na hora que ele não está em sala, quando ele está em casa, sozinho.

E aí ele tem dificuldade. Não tem a quem recorrer para tirar dúvida.

Com o uso de vídeos, o professor pode inverter esse cenário:

Ao invés de fazer a teoria em sala e exercício em casa, pode deixar a parte teórica, ou pelo menos uma parte da teoria, para fazer em casa e aproveitar esse tempo em sala que é pequeno e rico, onde o aluno está na companhia do professor e dos demais alunos para interagir e tirar dúvida.

Os vídeos também podem ser usados como uma forma de avaliação formativa.

O aluno pode passar os vídeos e fazer resolução de perguntas baseado no conteúdo.

Dessa forma, de acordo com as dúvidas que o aluno responde, o professor sabe se aquele conteúdo “tá pegando ou não”, se precisa de uma explicação melhor para nivelar o aprendizado.

Com o uso de vídeos em aula, uma vez que o aluno já traz seu tablet, smartphone, notebook para a escola, abre-se a possibilidade para o uso de tecnologia em aula, quiz por exemplo, onde podem usar o próprio equipamento que já trazem.

Ainda que ele não tenha ali um notebook, mas geralmente tem um smartphone que muitos dos alunos acabam transportando.

Dá para ser perfeitamente usado!

Isso que eu estou falando não não é algo que eu dormi, acordei e pensei a respeito.

Essas tendências sobre aula invertida, aprendizado baseado em problemas, sobre a ideia de levar o dispositivo para usar o próprio equipamento na escola, isso tem constado no Horizon Reports.

O Horizon Reports é um documento que é publicado anualmente sobre tendências na educação.

É possível observar que o próprio Horizon Reports cita sobre educação online colaborativa e híbrida. Ele tem mencionado sobre aprendizagem orientada a dados, sala de aula invertida, recursos educacionais abertos, ensino misto.

Desde 2014 o Horizon Reports estava martelando a respeito dessas práticas. São práticas boas e que podem apresentar grandes vantagens quando usadas.

Se você quiser saber um pouco mais sobre o Horizon Reports, acesse https://www.nmc.org/publications/. Poderá fazer download do documento com todas as tendências ano a ano.

Adicionalmente, você pode se inscrever em nossa Comunidade VIP para ficar a par de novidades desse universo da criação de conteúdos para internet e ter acesso exclusivo a vários conteúdos que produzo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *